Apesar de diminuir a área plantada de arroz, Mato Grosso terá maior produtividade

Mato Grosso terá redução na área plantada com arroz na atual safra. A previsão é da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgada ontem no 8º levantamento de safra. Segundo o relatório, a área estimada é de 141,9 mil hectares, uma redução de 7% em relação aos 152 mil hectares da safra passada. Por outro lado, a produtividade média deve passar de 2,8 mil quilos por hectare para 3,2 mil quilos por hectare (aumento de 14,3%), enquanto que a produção passará de 438 mil toneladas para 466 mil toneladas (aumento de 6,3%).

Segundo a Conab, a redução de área se dá principalmente nas áreas de arroz de sequeiro, enquanto as áreas de cultivo irrigado estão sob expansão. Para o arroz de sequeiro estima-se que 80% dos 131 mil hectares semeados já estejam colhidos. A produção esperada é de 424,7 mil toneladas e apesar de ser 1,4% menor que na última safra, a Conab explica que as cotações do cereal reduziram, “por isso, os produtores com estrutura de armazenamento estão segurando o produto, a fim de conseguir melhores preços a partir da entressafra”.

Conforme a companhia, em termos de qualidade, o cereal tem avaliação positiva, “tendo em vista que o clima favorável nesta safra beneficiou o desempenho produtivo das lavouras de arroz de sequeiro mato-grossense, com rendimento 13,3% superior ao registrado na safra 2015/16”.

Já as lavouras de arroz irrigado estão localizadas na região Médio-Norte do estado e são plantadas na segunda safra, em áreas de pivô que antes foram ocupadas por lavouras de soja de ciclo precoce. A companhia explica que a sucessão com o arrozal também “deve-se à expectativa dos bons preços que atraíram os produtores, além da rotação de cultura com a oleaginosa”.

Em Mato Grosso, a área de arroz irrigado é de aproximadamente 10,9 mil hectares (445% a mais que os 2 mil hectares da safra passada) e a produtividade média esperada para esta safra é de 3.815 kg/ha (com queda de 4,6% em relação aos 4 mil quilos por hectare da última safra). Assim, é prevista uma produção de 41,6 mil toneladas de arroz irrigado (420% a mais que as 41 mil toneladas do ano anterior), com expectativa de colheita a partir de junho.

Informações

Autor: Web Rádios

Data: 13/05/2017 16:06

Acessos: 558 Acessos